logo mnemocine

caligari.png

           facebookm   b contato  

Vidas Secas e a Estética da Fome: Um Retrato do Cinema Novo

O presente artigo pretende analisar o filme “Vidas Secas” (1963), de Nelson Pereira dos Santos, à luz das teorias de Glauber Rocha em seu manifesto “Estética da Fome”, publicado em 1965. Busca-se, aqui, evidenciar de que modo a utilização das características formais representativas da fome consolida a produção cinematográfica do Cinema Novo que exerce tanto crítica social quanto tentativa de mobilização revolucionária.

Leia mais...
Ana Key Andre Gatti Jose Inacio Maria Fernanda Curado